Festa da Senhora dos Remédios regressa a Cabeceiras de Basto em setembro

A Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto, avançou com o calendário das iniciativas 2021, no qual consta a principal atração deste programa, a Romaria de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, a realizar-se nos dias 3, 4 e 5 de setembro.

A Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto, avançou com o calendário das iniciativas 2021, no qual consta a principal atração deste programa, a Romaria de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, a realizar-se nos dias 3, 4 e 5 de setembro.

Habitualmente, esta Romaria acontece no primeiro fim-de-semana de setembro, na freguesia do Arco de Baúlhe, e carateriza-se por um programa que “desfila” entre o profano e o religioso, no qual se destaca a Procissão de Velas, a Procissão do Triunfo, o Encontro de Bombos, os espetáculos de Folclore e ainda de vários Grupos musicais e Artistas conhecidos do público.

A Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto, avançou com o calendário das iniciativas 2021, no qual consta a principal atração deste programa, a Romaria de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, a realizar-se nos dias 3, 4 e 5 de setembro.

Habitualmente, esta Romaria acontece no primeiro fim-de-semana de setembro, na freguesia do Arco de Baúlhe, e carateriza-se por um programa que “desfila” entre o profano e o religioso, no qual se destaca a Procissão de Velas, a Procissão do Triunfo, o Encontro de Bombos, os espetáculos de Folclore e ainda de vários Grupos musicais e Artistas conhecidos do público.

Em comunicado, a organização refere que a festa é orquestrada, na sua totalidade, pela Comissão de Festas e está também muito dependente da comunidade arcoense e da devoção secular a Nossa Senhora dos Remédios. Razão pela qual, com base num cenário de pandemia no qual se encontra o país desde março do ano passado, a Comissão de Festas acredita na urgência de se voltar a “reavivar e a reacender” a vontade da população em manter esta tradicional festividade.

A Comissão de Festas vai mais longe e antevê que, caso se mantenha o “estado de dormência, desânimo e desprendimento” atuais, fruto das restrições que proíbem os ajuntamentos e, por inerência, as festas, o projeto possa mesmo ficar em causa, podendo ditar o final desta Romaria.

Vale a pena lembrar que, no ano 2020, a Romaria de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe não pôde acontecer, tal como todas as outras festividades populares, estando este tipo de manifestações amplamente proibidas, devido ao estado pandémico vigente.

A Comissão de Festas de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, Cabeceiras de Basto, avançou com o calendário das iniciativas 2021, no qual consta a principal atração deste programa, a Romaria de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe, a realizar-se nos dias 3, 4 e 5 de setembro.

Habitualmente, esta Romaria acontece no primeiro fim-de-semana de setembro, na freguesia do Arco de Baúlhe, e carateriza-se por um programa que “desfila” entre o profano e o religioso, no qual se destaca a Procissão de Velas, a Procissão do Triunfo, o Encontro de Bombos, os espetáculos de Folclore e ainda de vários Grupos musicais e Artistas conhecidos do público.

Em comunicado, a organização refere que a festa é orquestrada, na sua totalidade, pela Comissão de Festas e está também muito dependente da comunidade arcoense e da devoção secular a Nossa Senhora dos Remédios. Razão pela qual, com base num cenário de pandemia no qual se encontra o país desde março do ano passado, a Comissão de Festas acredita na urgência de se voltar a “reavivar e a reacender” a vontade da população em manter esta tradicional festividade.

A Comissão de Festas vai mais longe e antevê que, caso se mantenha o “estado de dormência, desânimo e desprendimento” atuais, fruto das restrições que proíbem os ajuntamentos e, por inerência, as festas, o projeto possa mesmo ficar em causa, podendo ditar o final desta Romaria.

Vale a pena lembrar que, no ano 2020, a Romaria de Nossa Senhora dos Remédios do Arco de Baúlhe não pôde acontecer, tal como todas as outras festividades populares, estando este tipo de manifestações amplamente proibidas, devido ao estado pandémico vigente.

ominho.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.